quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Como superar o fim do Relacionamento?

VOCÊ esta, ou já ficou triste, em depressão, sem saber o que fazer pelo fim de um relacionamento romântico? Muitas vezes ficamos tão mau que gostaríamos de dez pluga, fazer uma limpeza na memória, mas não somos computadores, e bem pelo contrario, muitas vezes é difícil esquecer aquela pessoa amada durante muito tempo, as vezes demora até anos, ai surge a pergunta:

‘Por que não consigo simplesmente deixar isso para lá — esquecer a pessoa e tocar o barco para frente?’ 

Certo estudo mostrou que o vínculo de afeição romântica pode ser forte. Chega a ser comparado ao vínculo entre pais e filhos. Embora sem dúvida leve um longo tempo para que o amor romântico fique assim tão forte, as emoções podem ser profundamente sentidas desde o começo. Você não pode simplesmente ligá-las e desligá-las como faria com um aparelho eletrônico, uma TV por exemplo.Os pesquisadores também explica que os adolescentes são “mais vulneráveis à perda porque, quando iniciam um relacionamento romântico, tendem a criar fantasias sobre seu futuro com o companheiro. Essas fantasias talvez incluam sonhos de se casarem, terem filhos e ficarem juntos e serem felizes para sempre, como nos filmes de romance e novelas. "a perda da pessoa amada . . . pode gerar sentimentos de fracasso e inadequação pessoal”.muitas vezes a pessoa fica deprimida, como se não houvesse ninguém para lhe dar apoio. Não se importa mais com nada. Sente-se rejeitado, culpado, inútil, incapaz, deprimido.

Mas como vencer a dor do fim do relacionamento então?

É necessário que você tenha amor-próprio. Se não deu certo com aquela pessoa não significa que você é inamável! Você não pode realmente presumir que ninguém mais o achará desejável ou atraente? A vida continua, não é verdade? foi o seu relacionamento que acabou., Com certeza você conhece a expressão "o tempo é o remédio para curar a dor de se perder um grande amor". Logo que se termina um namoro, essas palavras talvez não tragam nenhum consolo, porque o tempo é apenas parte da solução. Para ilustrar: quando você se corta, na hora dói, mas com o tempo sara. Primeiro, você precisa estancar o sangramento e aliviar a dor. Também tem de cuidar para que o corte não infeccione. O mesmo se aplica a uma ferida emocional. Na hora dói, mas existem alguns passos que você pode dar para aliviar a dor e para que a amargura não infeccione a ferida. O tempo fará a parte dele. E você, fará a sua? 


Experimente o seguinte.
- Não reprima sua dor. Não há nada de errado em se entregar ao choro. Há “tempo de ficar triste” e até mesmo um “tempo de chorar”. Chorar não é sinal de fraqueza,mas, que você tem sentimentos, e aquela conversa que "homem não chora" é papo machista.

- Cuide da sua saúde. Exercício físico e boa alimentação ajudarão você a repor a energia gasta com o sofrimento emocional causado pelo fim do namoro. “O treinamento corporal é proveitoso”

- Mantenha-se ocupado(a). Não pare de fazer as coisas que gosta. E agora, mais do que nunca, não se isole. A companhia de pessoas que se importam com você lhe dará algo positivo em que se concentrar.(procure não conversar sobre ele(a), conhece a frases "O que os olhos não vê, o coração não sente"? Se em seus assuntos com amigos ele(a) sempre estiver nas conversas, vai ser mais difícil esquece-lo(a)
Que alvos você pode estabelecer para se manter ocupado(a)?

Olhe à frente!
como terminar um relacionamento
Depois de se restabelecer, seria bom analisar exatamente o que aconteceu no namoro. Quando estiver preparada para fazer isso, pode ser de ajuda anotar suas respostas às perguntas do quadro “O que posso aprender do fim do namoro?
- É verdade que as coisas não saíram como você queria. Mas lembre-se: durante uma tempestade, parece não haver nada além de um céu escuro e muita chuva. Com o tempo, porém, a chuva para e o céu clareia. Tenha certeza de que você vai conseguir superar sua dor! Créditos: Livro Jovens Perguntam


Você curtiu este post?


VEJA TAMBÉM:

Você pode Gostar também de: